Arquivo para julho 2010

Como explicar ???!!!

por Patricia Goloni Lolo

Acredito  que é instintivo do ser humano querer explicar, entender as ações das pessoas a sua volta. Trazer para o racional, para o discurso, aquilo que originalmente está no emocional – e por que o faz? Será pela busca por conforto, elucidação, será por curiosidade, inquietação?

Confesso que também tenho esse hábito de querer tentar explicar e entender o que é inexplicável, o que não precisa necessariamente ser entendido. Mas minha mente, certamente perturbada e inquieta como muitos de vocês já sabem, sempre busca explicação pra tudo. Mas acho que dessa vez eu vou me render, vou desistir, vou apenas sentir, já que há algumas coisas que eu jamais vou entender…jamais vou entender o limite da bondade de algumas pessoas, jamais vou entender o desprendimento e o desejo de ajudar e fazer sempre mais de outras, jamais vou entender porque algumas coisas têm acontecido na minha vida e, conseqüentemente, para a VIDAS. Como explicar….

– como explicar a atitude da Valéria e do Oscar, que abriram seu haras e seus corações e nos deram um sábado maravilhoso e momentos inesquecíveis? Como explicar o fato de que a alegria deles aos nos receber era igual, ou até maior, do que a nossa por estarmos lá? Como explicar??

– como explicar a atitude da Hersy, da Hersy Tranportes, que em 3 minutos de conversa telefônica, e sem jamais ter me conhecido pessoalmente, nos ofertou com transporte gratuito até o haras? E, como se não bastasse, me deu uma linda camiseta de presente e ainda se ofereceu como voluntária, não só no sábado lá no haras, mas também em outros sábados. Como explicar??

– como explicar pessoas como Claudia Cris e Paulo Godoi que, como se já não trabalhassem o suficiente, abraçaram essa causa como se fosse deles. Como explicar tamanha dedicação e confiança? Como explicar??

– como explicar minha equipe técnica, Vagner, Ruth, Leandro, Rodrigo e Adriana, que surgiram na minha vida sabe-se lá de onde e, mesmo sem ter nenhuma ligação direta comigo ou com o Bandeirantes, têm sido fiéis trabalhadores, companheiros e amigos, sem receber absolutamente nada? Como explicar??

 – como explicar o Colégio Bandeirantes e todos os seus diretores, professores e funcionários que abriram sua casa, suas vidas, seu tempo e energia para permitir que nosso projeto começasse, e que têm vibrado, junto conosco, a cada passo, a cada conquista? Seja através de torcida, ou das doações, ou das sugestões, ou da força, ou da emoção, todos têm se feito presentes, cada um a sua maneira. Como explicar??

– como explicar a Isa de Química…..onde você tava, Isa, como é que eu nunca te vi de verdade, como é que eu posso ter demorado 20 anos pra descobrir que seu coração é ainda maior do que você e que você é uma das pessoas mais especiais que eu já conheci? Como explicar??

– como explicar a Sílvia Guitti, que usa grande parte do tempo que eu sei que ela não tem para, entre tantas outras coisas, recolher as doações dos professores? Como explicar alguém que tem a bondade e a preocupação com o outro carimbadas naqueles lindos olhos azuis? Como explicar??

– como explicar a Denise, de Química, a Gisele, de artes, o Fábio Salgado, do LMD, o Sr. Walter, da contabilidade? Normalmente, quem recebe ajuda é quem agradece. Como explicar o fato que esses quatro têm sido tão presentes e importantes para o nosso trabalho, mas são eles que sempre me agradecem muito mais do que eu sou capaz de agradecê-los? Como explicar??

– como explicar o Fábio Gondo….ah, o Fábio Gondo……como explicar alguém que é quase inexplicável? Como explicar alguém que é uma unanimidade entre todos os exigentes professores e funcionários do Band? Como explicar tamanha lealdade, bondade, inteligência e dedicação em uma só pessoa? Como explicar??

– como explicar meus alunos-voluntários? Sempre disse abertamente que tenho um profundo respeito e admiração por vocês e que pra mim é uma honra dar-lhes aula. Como explicar o fato de que, depois de uma semana altamente puxada, com muitas aulas, lições e estudo, vocês vêm ao Band de sábado à tarde (muitas vezes direto de um simulado que começou às 7h30 da manhã), para trabalharem como voluntários e encararem, com emoção e dedicação, o desafio de conviverem com um mundo tão diferente e desconhecido? Como explicar tamanha maturidade e desprendimento em criaturas de 14, 15, 16 anos? Como explicar??

Como boa libriana, meu enorme medo de ser injusta e estar esquecendo de mencionar alguém me apavora. Independente da menção escrita aqui, todos estão no meu coração e nos meus mais profundos sentimentos de gratidão e admiração.

Os exemplos que mencionei são somente alguns perto dos inúmeros episódios inexplicáveis que aconteceram nesse 1.o semestre. Sempre brinco com as pessoas mais próximas dizendo que os deuses querem que essa ong dê certo. Mas, além dos deuses, muita gente de carne e osso também quer que essa ong dê certo. E acho que já deu. Então, a todos vocês, deuses celestiais ou terrenos, meu MUITO OBRIGADA!!!!