Arquivo para fevereiro 2011

Diversão proporcional à temperatura!!

Por Anna Gabriela. N. C. de Oliveira

Em um sábado muito quente e muito agitado, a VIDAS continuou suas atividades.

O foco do dia foram atividades com bola de basquete. Os participantes começaram treinando passes em duplas, primeiro rolando a bola e depois jogando-a pelo ar. Para dar mais emoção ao jogo, os lançamentos foram feitos com os participantes se locomovendo pela quadra. Enquanto isso, as mães das crianças conheciam um pouco mais de seu corpo com a professora de Educação Física, Claudia. Após calcular o IMC (Índice de Massa Corporal) de cada mãe, a professora explicou sobre a importância de manter o IMC dentro da faixa ideal, e contou um pouco sobre qual era o padrão de beleza alguns anos atrás e como chegou ao atual.

Após o intervalo para o lanche, as mães aprenderam alguns exercícios básicos para manter a forma, e seus filhos se divertiram em uma partida de basquete adaptado: como as cestas ficam em lugar muito alto, o objetivo desse jogo era acertar os 3 cones defendidos pelo adversário.

Mesmo com o sábado cheio de atividades, as crianças curtiram até o final. Tomara que tenham essa mesma energia sábado que vem!

para ver mais fotos do dia 12, clique aqui

6 de março de 2010

por Patricia Goloni Lolo

Não, eu não errei a data. Foi em 06 de março de 2010 que as atividades da VIDAS começaram. A idéia e a preparação iniciaram-se bem antes, em outubro de 2009, e, digamos, não foi um bom começo. Mas são águas passadas. Entre outubro de 2009 e o dito 6 de março, muita preparação, inúmeras reuniões, emails, contatos, trabalho pesado mesmo, e reza, muita reza. À minha querida mãezinha, que tem linha direta com Deus, um 0800 infalível, pedi que me incluísse em suas preces todos os dias. Afinal, estava saindo da minha zona de conforto, da sala de aula, para conviver com um mundo totalmente novo pra mim: eu sei dar aula, sei lidar com meus adorados marmanjos e marmanjas, mas lidar com o “resto da população” era  totalmente novo pra mim. Pouco sabia eu sobre administração, gerenciamento, marketing.  Nada sabia sobre como fundar uma ONG ou como administrar e motivar voluntários.

E cá estou eu  quase 1 ano depois. Continuo sabendo pouco, mas MUITO mais do que sabia ano passado. E descobri também que conhecimento não garante sucesso algum. É um conjunto de fatores que juntos fazem a coisa dar certo. E vivo dizendo, colocando minha pretensão de lado, que meu lado Jedi me diz que Deus e os deuses querem que a VIDAS dê certo.

Lembro da minha sensação em 06 de março de 2010…meu maior medo? Que a VIDAS não “aconteceria” porque eu nunca teria participantes o suficiente. E logo na estréia, uma chuva que vinha do além, acho eu, fez com que só 4 participantes estivessem na quadra. Um deles era o Gabriel, então acho que não conta, né? Mas as coisas foram acontecendo, as pessoas chegando, voluntários aparecendo.

Houve um preço por tudo isso? Sim, com certeza. Estou cansada, física e emocionalmente (e é por isso que elegi o ano de 2011 como sendo o “ano da delegação, da transparência e da comunicação”). Mas ninguém passa ileso pelo maior desfio de sua vida. O preço maior? Talvez ter ficado 3 férias seguidas “sem férias”. Mas não em julho de 2011: estou devendo a mim mesma e a Glenas e Gabriel um mês pra mim e pra eles. É uma promessa.

Nesse fim de semana iniciamos as atividades de 2011. Temos 24 participantes e uma fila 18 crianças aguardando avaliação, que faremos agora em fevereiro.  Meu maior medo “já era”. Mas eu já arrumei outros pra preencher minha perturbada mente. Bem, acho que está dando tudo certo. Acho que estamos melhorando a cada dia sem perder de vista o fato de que há um longo caminho a percorrer.

Acho que chuva traz sorte!!!

Chega de férias, né?!

Esperamos que todos estejam com tanta saudades quanto nós. Reiniciamos nossas atividades no próximo sábado dia 5, às 13h, no Band.

Pedimos que cliquem aqui para confirmar a presença.

Até sábado!!