Arquivo para agosto 2010

Bilhete que mandei aos vizinhos do meu prédio que não queriam que eu fizesse nosso 2.o bingo

Como eu não estou brincando de ser presidente de ONG e tenho propósitos muito claros…e  acredito no poder de todo tipo de comunicação a fim de que nossas ações se tornem públicas e para que, de algum modo, mesmo quem está à distância, consiga participar do que fazemos (afinal de contas, energia positiva e torcida contam e muito!!), enviei um convite a todas as pessoas do meu prédio para o nosso bingo. E mais uma vez, alguns (não todos) me encheram a paciência com ameaças de chamar a polícia e não me entregar a chave do salão de festas. Assim, mandei a todos um segundo bilhete, o qual divido com vocês agora:

Caros vizinhos,

Ainda que totalmente contra nossos valores, princípios e propósitos, estamos através desta cancelando o convite que fizemos a todos vocês para o nosso bingo no próximo sábado, 21 de agosto. Teremos nesta data somente uma confraternização com os participantes da VIDAS e suas mães, prof.s e alunos do Colégio Bandeirantes e pessoas que contribuem com nosso trabalho e se solidarizam com nossa causa.

Alguns quando lêem essas 2 palavras,  bingo beneficente,  somente prestam atenção à palavra bingo, proibido por lei, jogo de azar. Mas creio que a maioria lê o beneficente, jogo de sorte, jogo pela vida, jogo por VIDAS. Alguns, como nós, acreditam que somos o que fazemos, mas somos principalmente o que fazemos para mudar o que somos e o mundo no qual vivemos.

Acreditamos que a cidadania completa passa essencialmente pela percepção do outro. Grandes transformações ocorrem a partir de atitudes. Enquanto alguns buscam fazer a diferença, alguns preferem a indiferença. Uma sociedade cidadã precisa de pessoas de atitude e não de pessoas passivas frente a regras. O bom senso precede a regra ou a regra precede o bom senso????????

Patricia Goloni Lolo – apto. 33

PS – são em momentos como esse que tenho a certeza de que muitas das pessoas que falam, escutam, enxergam e andam são muito mais deficientes do que o meu filho.

Reportagem na Revista Reação

revista reação 1

revista reação 3 cópia

Parabéns Paizinho!!

por Patricia Goloni Lolo

Se eu sou quem eu sou, se gosto de desafios, se tenho uma grande força pra trabalhar, se tenho valores como dignidade, honestidade, respeito e humildade (e bom humor – espero que vcs concordem com esse item….), é porque aprendi tudo isso com meus pais….devo a eles tudo o que sou, com muito orgulho!! E a presença deles como meus voluntários, todos os sábados, é de uma importância indescritível pra mim.

Além das coisas boas…o lado briguenta, atrapalhada e ansiosa eu herdei do Plininho. O lado neuroticamente organizado e controlador eu herdei da Toninha.

Mas o texto de hoje é em homenagem a uma das pessoas que mais admiro na vida, meu querido pai, o Plínio, que hoje completa 77 anos. Se dizem que 13 de agosto dá azar, só se for azar pros outros…..pra mim sempre me trouxe a sorte de ser filha dele. Te amo, Paizinho!!! Feliz Aniversário!!!

NavioCosta.jpg (206)

DSC05868

Volta das férias, encontrando sorrisos…

Atividades do dia 07 de agosto de 2010

por Barbara Rezende Ribeiro

As atividades da VIDAS começam oficialmente às 14h, mas a saudade e a ansiedade eram tão grandes, que, às 13h20, já se podia ouvir risadas mais altas e empolgadas na quadra do que se pode ouvir durante as férias inteiras em qualquer outro lugar que fosse.

Depois de um merecido período de férias, voluntários e participantes voltaram com uma vontade enorme de rever os colegas e iniciarem uma tarde de exercícios com diversão garantida. As mães optaram por um “chazinho da tarde” para que, enquanto seus filhos matassem a saudade da “arte” de brincar, elas pudessem colocar a conversa em dia num ambiente agradável e aquecido por chás, bolachas e MUITA música boa.

O círculo formado por todos os envolvidos na ONG, participantes e colaboradores, para desejar boas voltas e combinar o companheirismo nas atividades era tão grande que tomou o ginásio inteiro. O aquecimento foi um tanto inusitado, ao som de músicas como “tchu-tchu”, “pipoca” e “mamaquê”. Hoje tivemos visitas! Um grupo de fisioterapeutas veio conhecer o projeto de perto e acabou participando de todos os jogos (incluindo futsal, esconde-esconde e pega-pega). A sala de chá, com todos os detalhes pensados pela prof.a Isa, estava divina!!!!! Desde a decoração, até os “mimos” escolhidos para essas mães que raramente têm um tempo desses só para si e amigas, sem preocupação. E a prof.a Denise também ajudou em tudo.

Na hora do lanche, tiramos a comemoração dos aniversários de Julho e agosto e cantamos “parabéns” para o Kaique, Giulia, Guilherme e David.                          .

Os visitantes do dia, estudantes de Ed. Física da faculdade de Osasco, participaram das atividades e, numa conversa, revelaram o quão importante foi colocar em prática a Ed física adaptada para deficientes físicos, algo que antes, somente na teoria, parecia uma coisa um tanto abstrata. Felipe De Paiva, 20 anos, com experiência em trabalho infantil na escola Rancho Anjinho Serafim, na área de Ed física e com paralelo em recreação, define o dia da seguinte forma: “Lição de vida tudo isso aqui, você vai poder relacionar tudo que viveu aqui com qualquer situação de vida, o meu lema é:  Tirar o sorriso do próximo pra mim já é um sinal de trabalho MUITO bem feito.”

É assim que encerramos o dia, encontrando nos sorrisos dessas crianças uma satisfação que viagem nenhuma nos traria, aliás, prestar atenção na felicidade delas já nos conduz a uma viagem incrível. Que saudade que estávamos de tudo isso.